Poéticas de Laboratório – sobre práticas artísticas de código aberto

postado em: Arquivo, Publicações | 0

Título: Poéticas de Laboratório - sobre práticas artísticas de código aberto

Catálogo da exposição Poéticas de Laboratório – sobre práticas artísticas de código aberto publicado pela editora Instituto de la Cultura y las Artes – ICAS – Sevilla, Espanha 2013, ISBN 978-84-92417-72-2

Artigo Residência Rural na Nuvem.  Um recorte no tempo contínuo dos processos  autoria de Guto Nóbrega e Malu Fragoso

Publicações: Malu Fragoso

postado em: Blog, Publicações | 0
Artigos completos publicados em periódicos
1.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Tecnologia e arte: a estranha conjunção entre “estar vivo” e subitamente “estar morto. Palíndromo (Online). , v.4, p.59 – 67, 2011.
2.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Da Suspensao a implosao – no caminho da arte e tecnologia – revista Arte&Ensaios n.20 – PPGAV-EBA-UFRJ. Arte & Ensaio (UFRJ). , v.20, p.64 – 69, 2010.
3.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Education: Let us prepare ourselves. In Print Associacão dos Gravadores de Maryland. , v.04, 1992.
4.  FRAGOSO, M. L. P. G.
New York Conference Explores Ideas on the Education of the Artist. In Print Associação de Gravadores de Maryland. , v.04, 1992.

Capítulos de livros publicados
1.  FRAGOSO, M. L. P. G.
ART, TECHNOLOGY AND NATIVE TRADITIONAL CULTURES – TRANSCULTURAL EXPERIENCES IN MULTIMEDIA In: MAKING REALITY REALLY REAL, 2010
2.  FRAGOSO, M. L. P. G.
ARTE, DESIGN E TECNOLOGIA-instalações multimídia interativas – Publicada pelo SIGRADI 2010 – Colômbia 2010 In: SIGRADI 2010 – Disrupción, Modelación y construción: diálogos cambiantes ed.Bogotá : Universidad de Los Andes, 2010, v.01, p. 169-172.
3.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Povos Indígenas, Cultura Visual e Ensino Superior: O Diálogo Possível In: Desafios da educação artística em contextos ibero-americano ed.Porto : APECV, 2010, v.1, p. 112-117.
4.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Arte e Tecnologia – universos de metáfora e metonímias capítulo livro CIANTEC’09 Arte, Tecnologia e Comunicação: novos territórios do conhecimento In: CIANTEC’09 Arte, Tecnologia e Comunicação: novos territórios do conhecimento ed.Aveiro : Universidade de Aveiro, 2009, v.1, p. 235-239.
5.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Mídias Locativas: processos e procedimentos artísticos. In: Exposição Instinto Computacional, #8.ART – Encontro Internacional de Arte e Tecnologia: arte, tecnologia e territórios ou a metamorfose das identidades. Brasília: PPG-Arte, p. 80-84. In: Encontro Internacional de Arte e Tecnologia: arte, tecnologia e territórios ou a metamorfose das identidades..1 ed.brasília : Orograma de Pós-Graduação em Arte UnB, 2009, v.01, p. 80-84.
6.  FRAGOSO, M. L. P. G., FIUZA, Shirley, Vieira, Jackson M., Valentim, Victor H. S.
UM ATIKUM: por uma metodologia transdisciplinar e transcultural no discurso artístico-científico, no livro LINHAS CRUZADAS: ARTES VISUAIS EM DEBATE, Programa de pós-graduação em artes visuais – mestrado UDESC – Florianópolis, 2009 In: LINHAS CRUZADAS: ARTES VISUAIS EM DEBATE ed.Florianópolis : ed da UDESC, 2009, v.01, p. 93-106.
7.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Device Art ou Arte do Dispositivo: do design para a arte, da arte para a industria In: Arte e Tecnologia: Interseções entre Arte e Pesquisas Tecno-Científicas ed.brasílioa : Pós-Graduação em Artes do Instuto de Artes da Universidade de Brasília, 2007, v.01, p. 195-200.
8.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Tempo In: Tempo e Performance ed.Brasília : Editora da Pós-graduação em Arte da Universidade de Brasília, 2007, v.01, p. 63-76.
9.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Projeto tracaja-e.net – tempo publicado no livro A Arte Pesquisa In: AArte Pesquisa.1 ed.Brasília : Dupligráfica Editora Ltda, 2003, v.1
10.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Arte na Rede In: Arte e Tecnologia na Cultura Contemporânea.01 ed.Brasília : Dupligráfica Editora Ltda, 2002, v.01, p. 202-208.
11.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Space – Time Baundaries in the X-mantic Web In: Reframing Consciousness – Art, mind and technology ed.Exeter, New Port : Intellect, 1999, v.1, p. 76-79.

Livros organizados
1.  BUENO, C. M. F. R., CAMPOS, J. A. M., CASSIMIRO, W. A., INOCENCIO, N. F., SABOIA, Lygia, MOREIRA NETO, V., FRAGOSO, M. L. P. G.
Brasília em Gravura 2006. Brasília : Editora UnB, 2006, v.01. p.25.
2.  FRAGOSO, M. L. P. G., BARJA, Wagner, PRATES, Eufrásio, SABOIA, Lygia, SILVA, Tania Regina Fraga da, ZAMBONI, Sílvio, VENTURELLI, Suzete
>=4D Arte Computacional no Brasil. Brasília DF : Programa de Pós-Graduação do Instituto de Artes/UnB, 2005, v.01. p.152.
3.  FRAGOSO, M. L. P. G., CARVALHEIRA, C.
Múltiplos. Brasília DF : Edições de Arte – UnB, 1993, v.52.

Trabalhos publicados em anais de eventos (completo)
1.  FRAGOSO, M. L. P. G., NOBREGA, Carlos Augusto M.
CAN A TELEMATIC SYSTEM PROVIDE AN EXPERIENCE IN ART? Art, Science and Technology in artistic experimentation at NANO LAB – por oasião do #11.ART Encontro Internacional de Arte e Tecnologia – 2012 In: #11.ART Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, 2012, Brasília.
#11.ART Encontro Internacional de Arte e Tecnologia. Brasília: Pós-Graduação em Artes do Instuto de Artes da Universidade de Brasília, 2012. v.1.
2.  FRAGOSO, M. L. P. G., ZAMBONI, J. G., PAIVA, A. L. G., GASPAR, G. G., VIDAL, F., GOMES, J. G., FERREIRA, F. O., SOUZA, N. C. A., OLIVEIRA, P. H. M., SILVA, J. Y. M. A., VIANA, D. M.
VIABILIZANDO UMA PRODUÇÃO DE OBRA DE ARTE ROBÓTICA POR MEIO DE METODOLOGIA DE APRENDIZAGEM BASEADA EM PROJETOS publicado por ocasião do evento #11.ART Encontro Internacional de Arte e Tecnologia – Brasília DF In: #11.ART Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, 2012, Brasília.
#11.ART Encontro Internacional de Arte e Tecnologia. Brasília: Programa de Pós-Graduação em Arte – IdA UNB, 2012.
3.  FRAGOSO, M. L. P. G., SILVA, Tania Regina Fraga da
21st Century Brazilian Computer (experimental) Art – Computer Art Congress – CAC3 – Post Digital Art – Pais, França 2012 In: Computer Art Congress – PosTDigital Art – CAC3, 2012, Paris.
CAC3 – PostDigital Art – Proceedings of the 3rd Computer Art Congress. Paris: europia productions, 2012. v.1. p.31 – 42
4.  FRAGOSO, M. L. P. G., FIUZA, Shirley, Vieira, Jackson M., Valentim, Victor H. S.
UM ATIKUM : POR UMA METODOLOGIA TRANSDISCIPLINAR E TRANSCULTURAL NO DISCURSO ARTÍSTICO/CIENTÍFICO – Anais do 18º Encontro Nacional da ANPAP / Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas In: 18º Encontro Nacional da ANPAP Transversalidades nas Artes Visuais, 2009, Salvador.
Anais do … Encontro Nacional da ANPAP (Online). Salvador: EDUFBA, 2009. v.1.
5.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Povos Indígenas, Cultura Visual e Ensino Superior: O Diálogo Possível. apresentado no Congresso IBERO AMERICANO de Educação Artística – Sentidos Transibéricos em 2008 In: Congresso IBERO AMERICANO de Educação Artística – Sentidos Transibéricos., 2008, Beja.
Congresso IBERO AMERICANO de Educação Artística – Sentidos Transibéricos.. , 2008. v.1.
6.  FRAGOSO, M. L. P. G.
DEVICE ART OU ARTE DO DISPOSITIVO: DO DESIGN PARA A ARTE DA ARTE PARA A INDUSTRIA In: 16 ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS, 2007, FLORIANÓPOLIS.
16 ANAIS DA ANPAP – EDIÇÃO ELETRÔNICA. , 2007.
7.  FRAGOSO, M. L. P. G., SOUZA, Hellen Cristina de
Povos Indígenas, Tecnologias de Comunicação, Arte e Ensino Superior: O Diálogo Possível. In: 9 JORNADAS ROSARINAS DE ANTROPOLOGIA SOCIOCULTURAL, 2007, ROSÁRIO.
9 JORNADAS ROSARINAS DE ANTROPOLOGIA SOCIOCULTURAL. , 2007.
8.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Projeto Brasília em Gravura In: Encontro Nacional De Pesquisadores em Artes Plásticas, 2006, Salvador.
Anais ANPAP 2006. , 2006. v.01.
9.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Tracaja-e.net Project – Navigating on a turtle and its magical square In: 1st International Conference on Digital Interactive Media Entertainment & Arts, 2006, bangkok.
Proceedings from 1st International Conference on Digital Interactive Media Entertainment & Arts. , 2006.
10.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Cartografias em GPS – desenhando no ciberespaço In: ANPAP REGIONAL, 2005, Goiânia.
Anais da ANPAP 2005. , 2005.
11.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Cartografias em GPS – desenhando no ciberespaço In: 14 Encontro da ANPAP, 2005, Goiânia.
Anais do 14 Encontro da ANPAP. , 2005. v.01.
12.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Tracaja-e.net Project: Navigating on a turtle and its Magical Square In: QI Complexity – 6th International Research Conference Consciousness Reframed 2004, 2004, Pequim.
QI Complexity – 6th International Research Conference Consciousness Reframed 2004. , 2004. v.01.
13.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Projeto tracaja-e.net: o tempo In: XIIEncontro Nacional da ANPAP, 2003, Brasília.
A Arte Pesquisa 2003. Dupligráfica Editora, 2003. v.1. p.73 –
14.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Arte na Rede: visualidade no contexto artístico In: II Encontro Internacional Arte e Tecnologia na Cultura Contemporânea, 2002, Brasília.
II Encontro Internacional Arte e Tecnologia. Brasília: , 2002. v.1.
15.  FRAGOSO, M. L. P. G.
palestra título ‘Navegating on a Turtle or Web Art and the role of the artist: bringing about consciousness’ In: 4th International CAiiA – Star Reseach Conference ‘Non-local, non-linear, non-ordinary’, 2002
Anais do 4th International CAiiA – Star Reseach Conference ‘Non-local, non-linear, non-ordinary’. , 2002.
16.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Arte na Web In: X COMPOS – Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação, 2001, Brasília.
X COMPOS. , 2001. v.1.
17.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Accessibility and Mobility: Two Paradigms of Web-based Contemporay Artistic Environments In: Medi@terra 2000, 2000, Atenas.
Medi@terra 2000. Atenas: Fournos Art Center., 2000.
18.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Arte na Rede: uma introdução à problemática dos contextos artísticos na Rede In: IV EIPAM Encontro Interno de Pesquisa em Artes e Multimeios, 2000, Campinas.
IV EIPAM Encontro Interno de Pesquisa em Artes e Multimeios. , 2000. v.1.
19.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Pensando o Espaço do Artista In: Invenção – 3rd International CAiiA Research Conference, 2000, São Paulo.
http://www.itaucultural.org.br/invencao/papers/Fragoso.htm. , 2000.
20.  FRAGOSO, M. L. P. G.
GPCI &LVPA – Arte Contemporânea e Cooperação In: XI CONFAEB Congresso da Federação dos Arte Educadores do Brasil, 1998, Brasília.
XI CONFAEB Congresso da Federação dos Arte Educadores do Brasil. , 1998.
21.  FRAGOSO, M. L. P. G.
Time Baundaries in the X-mantic Web In: 1998 2nd International CAiiA Research Conference, Consciousness Reframed: Art and Counsciousness in the Post-Biological Era, 1998, Newport.
. , 1998.
22.  FRAGOSO, M. L. P. G.
O Fenômeno da Arte Computacional e as Possibilidades de uma nova Estética In: VI Conferência Anual sobre Artea Liberais e a Educação do Artista, 1992, brasília.
anais do VI Conferência Anual sobre Artea Liberais e a Educação do Artista. , 1992.
23.  FRAGOSO, M. L. P. G.
The Phenomenon of Computer Art and the Possibility of a New Aesthetic In: Art & Academe, New York School of Visual Arts, 1992, Nova Yorque.
Art & Academe, New York School of Visual Arts, NY, EUA. , 1992.

Toante em Cibermotion – versão 3 – módulo pequeno

postado em: Blog | 0

Técnica: Instalação computacional multimídia interativa
Autores: Maria Luiza Fragoso (coordenação) e Grupo Rede 2009: Adriana Lopes (UnB/PIBIC), Anibal Diniz (UnB/PIBEX), Dennys Mitihey Ando (UFRJ/PIBIAC), Jean-Marc Billard (UFRJ/PIBIC), Jackson Vieira (UnB/PIBIC), Josinaldo da Silva (UnB), Victor Valentim (UnB/PIBEX), Sully Ceccopieri (UFRJ) – grupo de pesquisa Arte e Tecnologia – Redes Transculturais em Multimídia e Telemática (CNPq)

Exposição Arte-Ciência-Tecnologia PROFITECS UFSM -RS 2013
Exposição Arte-Ciência-Tecnologia PROFITECS UFSM -RS 2013

Especificações técnicas e equipamentos necessários:
Abertura: Hardware – sistema computacional multimídia, 01 projetor multimídia, caixas de som – sala escura ou penumbra, área mínima de 4 m2

 

Toante em Cibermotion é uma instalação multimídia interativa criada em três etapas: a captura das imagens durante pesquisa de campo junto ao povo Potiguara, Paraíba; seleção e edição das imagens editadas e animadas em photomotion; e por fim, concepção e montagem de instalação multimídia interativa. A instalação foi projetada para experimentar as possibilidades de interação utilizando placas Arduino com sensores atuando em Pure Data. A concepção visual está calcada na construção das imagens em camadas que cria a sensação de profundidade e movimento. A sensação de profundidade das fotos em movimento é reforçada na montagem das projeções, também em camadas, sobre laminados impressos com retículas coloridas. A sensação é de leveza, de múltiplos planos e de movimentos sincronizados variados. Buscamos nessas experimentações provocar deslocamentos de espaço e de tempo ao dialogar com o universo simbólico e mítico da cultura Potiguara reforçando elementos ritualísticos tradicionais. O diálogo é proposto de forma sutil e metafórica. O publico poderá interagir com as imagens e sons também de forma sutil e metafórica.

Projeto S.H.A.S.T.

postado em: Blog, Processos | 0

S.H.A.S.T. – Sistema Habitacional
para Abelhas sem Teto

O projeto S.H.A.S.T. é uma proposta experimental em arte computacional que dá continuidade a pesquisa sobre instalações multimídia interativas de forma a conjugar aspectos do trabalho desenvolvido junto ao grupo A.C.Ho (intervenções urbanas performáticas), características culturais tradicionais como no caso do mitos das abelhas na cultura Kaimbé, e mais recentemente, as experiências realizadas junto ao NANO com o evento Hiperorgânicos onde arte, ciência e tecnologia se reúnem para experimentar uma natureza híbrida pós-biológica.

Da experiência com o grupo A.C.Ho extraímos a importância de relacionar as pesquisas realizadas na universidade com o contexto urbano, no nosso caso o centro da capital Rio de Janeiro.  Mais especificamente, exploramos a situação caótica de grandes centros onde a ocupação e a sobrevivência de todos que ali habitam se torna cada vez mais difícil. Com as intervenções artísticas buscamos não apenas transformar esses espaços públicos em espaços poéticos, mas também de evidenciar alguns desses problemas e conscientizar aqueles que ali habitam e frequentam, proporcionando talvez uma vivência mais lúdica e harmoniosa.

Fruto das experiências com a mitologia Kaimbé, selecionamos também aspectos que abordam uma proposição pública mas direcionada para um local específico, diretamente relacionado com as atividades das abelhas. Estas, com sua inteligência coletiva e sua organização social são objeto de estudo e de pesquisas dentro do conceito de  “Emergência” descrito por Steven Johnson no livro Emergência. A vida integrada entre formigas, cérebros, cidades e softwares. 

Com as experiências compartilhadas a partir do projeto Hiperorgânicos pudemos inserir as prerrogativas da telemática associada a conjunção arte/ciência/natureza nos projetos por nós desenvolvidos. Como mencionamos, os eventos Hiperorgânicos estão voltados para importância de se discutir a respeito das relações que surgem entre homens, máquinas inteligentes, o universo tecnológico contemporâneo e a “natureza” constituída a partir dessas relações. Situação esta que se justifica pela onipresença de produtos multimídia resultante da ubiquidade das ferramentas e/ou dispositivos tecnológicos computacionais, pelo crescente numero de teorias e estudos sobre “novas” estéticas e “novas” formas de interação humano/máquina-obra/público, pelos caminhos entrelaçados entre arte e ciência, dentre outras motivações. Abre a discussão a partir do ponto de vista do artista pesquisador, com enfoque nos processos de criação e nas referencias ou fontes inovadoras de conhecimento. Investe em questões de ecologia, inclusive ecologia humana, e na possibilidade de surgimento de uma nova consciência a partir da imersão e experimentação criativa nos ambientes cibernéticos. É um campo novo e extremamente rico pela possibilidade de agregar conhecimentos e de se colocar no centro das questões mais relevantes da sociedade contemporânea que discutem ecologia humana e desenvolvimento sustentável que necessita de foco e convergência que garantam a visibilidade que merecem no contexto das pesquisas artísticas.

S.H.A.S.T. é uma obra que envolve a produção de três módulos , ou três objetos, interconectados que compõem um espécie de tríptico telemático. Os módulos são construídos no modelo de colmeias para apiários e estarão localizadas em pontos distintos. Um deles, instalado no apiário é uma colmeia real, com um enxame de abelhas ativo, produzindo. Este será monitorado de diferentes maneiras para que os dados das abelhas possam ser transmitidos via sistema telemático para um servidor localizado no laboratório. Este servidor recebe e distribui os dados coletados. Um segundo módulo, e u primeiro estágio de simulação de enxame. Será instaladoem locais específicos urbanos onde se registra a presença de abelhas. O módulo 2 é dividido em duas partes: uma que projeta sons e imagens de colmeias ativas e simula para o público a presença das abelhas; outro que esta preparado para atrair abelhas que poderão, ou não, se alojar no módulo. O módulo estará em constante observação e vigilância para que a presença das abelhas seja imediatamente percebida e a caixa possa ser retirada do local com o enxame alojado. É um sistema natural e monitorado de captura de enxames urbanos. Faremos esta etapa com o auxílio de profissionais caça abelhas.O terceiro módulo é o módulo expositivo, simulador do processo completo e exibidor de todas as etapas do projeto. Será construído para espaços expositivos, mostras e salões onde não é possível conviver com as abelhas. Esta projetado para ser uma instalação interativa conectada com os módulos externos.

modulos shast

 

 

 

 

O projeto tem como objetivo realizar pesquisa artística teórico/prática sobre a emergência de campos experimentais de naturezas híbridas resultantes de ações performáticas e instalações em ambientes abertos e/ou públicos de sistemas telemáticos computacionais híbridos. Pretendemos investir numa produção poética com enfoque em questões estéticas contemporâneas que integram arte, design, ciência e

tecnologia direcionadas para uma aisthesis re+inventada, onde o processo de conscientização desse fenômeno expresse uma coerência sistêmica/poética. Partimos dos pressupostos de que a “obra” de arte contemporânea acontece, não busca representar, é o próprio fazer, o acontecer, o proporcionar do fazer e do acontecer; que o artista contemporâneo é um mediador que revela um processo e cria condições para que a obra aconteça; que os sistemas computacionais e os sistemas informatizados de telecomunicação
exercem uma influência irreversível na produção artística contemporânea, seja ela no modo de pensar ou na práxis dos artistas; e, que essa práxis é fator fundante para uma sensível transformação social. O projeto é desenvolvido como parte das atividades de pós-doutoramento na Escola de Comunicação e Arte da
Universidade de São Paulo – USP , sob orientação do artista e pesquisador Gilbertto Prado em colaboração com o Grupo Poéticas Digitais.

Referencias

OH!m1gas. biomimetic stridulation environment de Kuai Shen Auson

http://kuaishen.tv/0hm1gas/

ohm1gas formigas

 

 

 

 

MIT enlists 6.500 silkworms and one robot to rint a silk pavilion

http://www.theverge.com/2013/6/6/4401184/mit-media-lab-silk-pavilion

silk pavilion mit

Direto da Natureza Impressão 3D

http://www.ideafixa.com/impressao-3d-direto-da-natureza/

Impressão 3D