Hiperorgânicos 7

postado em: Blog, fotos | 0

O Evento Hiperorgânicos 7, Encontro Internacional de Pesquisa em Arte, Hibridação, Biotelemática e Transculturalidades, organizado pelo NANO está acontecendo de 09 a 12 de Maio de 2017 no Museu do Amanhã em parceria com o LAA – Laboratório de Atividades do Amanhã e apoio dos laboratórios LAMCE / COPPE – UFRJ e LAMO 3D / FAU – UFRJ e da Escola de Belas Artes.

 

As fotos do primeiro dia já estão no Flickr do nano e serão adicionadas durante o evento. 

Hiperorganicos 7

 

 

 

 

SNCT 2016

postado em: Blog | 1

Durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia realizada pela UFRJ com o tema: Ciência alimentando o Brasil, de 13 de outubro a 23 de outubro de 2016 no prédio do Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (CCMN), o laboratório NANO em parceria com o Laboratório de Biologia Molecular de Plantas sob a coordenação da professora Adriana Hemerly apresentou o stand Biotecnologia e visualização de dados. Tecnologias sensíveis para uma produção de alimento sustentável.

 

Stand SNCT 2016 no CCMN
Stand SNCT 2016 no CCMN

 

A SNCT tem o objetivo de aproximar a Ciência e Tecnologia da população, promovendo eventos que congregam centenas de instituições a fim de realizarem atividades de divulgação científica em todo o País. A ideia é criar uma linguagem acessível à população, por meios inovadores que estimulem a curiosidade e motivem a população a discutir as implicações sociais da Ciência, além de aprofundarem seus conhecimentos sobre o tema.

 

img_2841
Visualização IR das Arabidopsis

 

SNCT 2016

 

 

img_2840
Raspberry Pi + Camera IR

 

img_2837

 

 

 

Impressão 3D – Manutenção

postado em: Arquivo, Blog, Processos | 3

A impressora 3D, assim como todas as máquinas, precisa de manutenção para garantir seu funcionamento adequado e corrigir possíveis erros ou defeitos que surgem com o uso constante da mesma.

 

img_8508
Mesa da impressora sem o vidro e um dos parafusos.

 

Uma das partes que requer atenção com maior frequência é a mesa. A mesa consiste numa placa que esquenta sob um vidro temperado, onde é depositada a primeira camada das peças a serem impressas. No caso do modelo da impressora que utilizamos no NANO a mesa se movimenta apenas no eixo Y (para frente e para trás), enquanto a extrusora se move nos eixos X (para a esquerda e para a direita) e Z (para cima e para baixo).

 

controle
Área de Controle Manual do programa Repetier Host.

O movimento repetitivo no eixo Y para a impressão faz com que seja necessário nivelar a mesa, o que é feito através de quatro parafusos com molas que a prendem na base que se move. Além disso, como consequência desse movimento algumas vezes alguns fios se soltam.

img_8503
Lado inferior da mesa com fio solto.

Quando ocorre desse fio se soltar a mesa ainda se movimenta, porém não esquenta, e isso impede o programa de iniciar a impressão mesmo que esteja sendo usado PLA, que não necessita da mesa aquecida. É importante alcançar a temperatura indicada para cada tipo de filamento e mantê-la durante toda a impressão, pois assim a peças em ABS ficarão fixas durante a impressão.

 

temperaturas
Temperatura da mesa e da extrusora. Painel de Controle Manual do programa Repetier Host.

 

Com todos os fios devidamente soldados a mesa volta a aquecer e atingir a temperatura selecionada nas configurações do programa, que varia de acordo com o tipo de material a ser usado.

 

img_8505
Lado inferior da mesa com o fio soldado.

 

img_8506
Material para a solda.

 

O programa Repetier Host permite acompanhar a curva de temperatura da impressora, tanto da mesa quanto da extrusora. Após o término da impressão, mesmo que a impressora continue ligada e conectada ao computador, a temperatura começa a cair automaticamente como configuração padrão por questão de segurança. Pode-se perceber isso no gráfico próximo ao minuto 51:00.

 

curvatemperatura
Gráfico de Curva de Temperatura do programa Repetier Host.

 

 

 

Telebiosfera 1:1– Montagem

postado em: Blog | 1

A Telebiosfera é um projeto que consiste na criação de um ambiente híbrido que possibilita uma experiência imersiva e telemática entre dois pontos distintos. Nos últimos anos passou por diferentes etapas e recebeu alterações principalmente no que refere-se a sua forma física. No decorrer dos meses de junho e julho deste ano foram realizados os testes, cortes e montagem para produção da nova da Telebiosfera em escala 1:1.

 

27592083792_0074abb483_o
Telebiosfera em escala reduzida no Hiperorgânicos 6, no Solar do Jambeiro. Fonte: Arquivo NANO, 2015.

 

Os testes foram feitos dia 15 de junho em MDF comum.

testes1
Testes Telebiosfera 1:1. Fonte: Arquivo NANO, 2016.

 

A estrutura parametrizada feita em parceria com o LAMO (Laboratório de Modelos e Fabricação Digital, FAU/UFRJ) dá-se por meio da fabricação digital, ou seja, a produção de um objeto físico a partir de modelos digitais. Entre as diversas vantagens deste processo está a rapidez com que pode ser realizado, em comparação com métodos tradicionais. Além disso, como os arquivos são digitais podem ser enviados para qualquer lugar do mundo com as instruções de fabricação, cortados e montados sem a necessidade de um molde ou modelo físico prévio. O MDF utilizado para a estrutura da Telebiosfera é resistente à água, por isso sua coloração esverdeada.

 

Detalhe estrutura. Fonte: Arquivo NANO, 2016.
Detalhe estrutura. Fonte: Arquivo NANO, 2016.

 

Os cortes das placas de MDF levaram 5 dias, do dia 19 ao dia 23 de julho e foram feitos na Vital Brasil, em Niterói. No dia 25 de junho deu-se início a montagem no LAMO que levou quase um mês, terminando no dia 22 de julho.

 

Montagem telebiosfera. Fonte: Arquivos NANO e LAMO, 2016.
Montagem telebiosfera. Fonte: Arquivos NANO e LAMO, 2016.

 

No dia 28 de julho foram feitos testes de projeção. Os testes da cúpula de projeção foram feitos inicialmente em papelão, no dia 3 de agosto. No dia 23 de agosto deu-se início ao corte e montagem das peças da cúpula.

 

Telebiosfera. Fonte: Arquivo NANO, 2016.
Telebiosfera. Fonte: Arquivo NANO, 2016.
Telebiosfera. Fonte: Arquivo NANO, 2016.
Telebiosfera. Fonte: Arquivo NANO, 2016.
Telebiosfera. Fonte: Arquivo NANO, 2016.
Telebiosfera. Fonte: Arquivo NANO, 2016.
Telebiosfera. Fonte: Arquivo NANO, 2016.
Telebiosfera. Fonte: Arquivo NANO, 2016.
Cúpula de projeção. Fonte: Arquivo NANO, 2016.
Cúpula de projeção. Fonte: Arquivo NANO, 2016.

 

Em breve iniciaremos os cortes e a montagem da segunda Telebiosfera.

Seminário Internacional Diálogos Transdisciplinares – Artista Pesquisador [vídeo]

postado em: Blog, Destaques, fotos, Videos | 0

A edição 2015 do Diálogos Transdisciplinares ocorreu no Solar do Jambeiro – Niterói, sob realização do NANO.

O Projeto Diálogos Transdisciplinares Edição 2015 abriu a discussão a partir do enfoque do artista pesquisador, tema este que contempla diretamente alunos e professores dos programas de pesquisa em arte. Foram definidos quatro subtemas para os Diálogos:  Artista Pesquisador – Processos em TransdisciplinaridadeArtista Pesquisador – Espaços de Visibilidade; tema Artista Pesquisador – Internacionalização; e, Artista Pesquisador – Renovação de práticas e conhecimentos. O evento ofereceu a oportunidade de dialogar com artistas e pesquisadores especializados que podem expandir nossos horizontes para perspectivas futuras nos campos das artes. O objetivo foi promover um espaço de dialogo, de caráter transdisciplinar, e entrecruzar campos do saber em seus processos exploratórios. O evento aconteceu nos dias 20-21 de maio.

 

 

 

 

 

Modelo S.H.A.S.T para SESC

postado em: Blog, Processos | 0

Modelo da base para o módulo 3 do S.H.A.S.T para a exposição VERDEFLUXOS no SESC Tijuca a ser inaugurada.

 

shast_sesc3 shast_sesc2 shast_sesc1

 

 Após experimentarmos várias configurações de posicionamento da instalação chegamos as medidas de 9 cm de distancia entre o projetor e um espelho de 6x6cm e 9 cm de espaço entre o projetor e a base do S.H.A.S.T. 

 

shast_m3_sesc4