Origami no Espaço

A paixão pelo origami se expande a cada dia.

Neste vídeo é possível acompanhar uma proposta de pesquisa que leva para o espaço a tecnologia do origami.

Projeto da BYU Compliant Mechanisms Research Group – Brigham Young University – Utah (EUA)

“Este vídeo é excelente para mostrar como o origami pode chegar ao espaço (literalmente) e inspirar novas formas de usar o origami.”

Arte-Espaço-Origami

 

 

Shannon Zirbel PhD Candidate Mechanical Engineering

 

http://konfidegeeks.com.br/uncategorized/origami-no-espaco

Teste de projeção – Telebiosfera

postado em: Blog, fotos, Processos, Videos | 0

Na quinta feira, dia 2 de junho, os pesquisadores do NANO realizaram um teste de projeção pertinente ao projeto Telebiosfera. O objetivo do teste era determinar as distâncias e ângulos apropriados para que uma imagem projetada e refletida de maneira específica preencham adequadamente o interior da cúpula que a recebe. Além da cúpula, a montagem contou com um projetor, um espelho reto e um semi esférico (e alguns braços fortes e incansáveis!).

Medidas obtidas através do teste
Medidas obtidas através do teste

Depois de muitos ajustes, uma imagem satisfatória foi obtida, e a realização do teste rendeu alguns números valiosos ao processo de desenvolvimento do projeto.

 

Confira o vídeo com cenas da montagem:

 

 

Acompanhe também as fotos do processo:

 

Telebiosfera

Criature – Estrutura pneumática

postado em: Blog, fotos, Videos | 0

Criature é uma estrutura pneumática formada com materiais bem simples, de baixo custo, como varetas e aletas de madeira, e interconexões feitas através de fabricação digital (impressão 3D). Utilizando esses materiais foi possível criar a criatura que se articula e interage através de músculos de ar, feitos à base de balões e ar inflado, os chamados “air muscles” de baixo custo, porém, com eficiência similar aos verdadeiros pistões.

A ideia inicial seria que essa estrutura fosse similiar a um ser vivo. Foram pensadas diversas opções como escorpião, aranha, vírus, lagarto etc. Além disso, era importante que de alguma maneira a estrutura exercesse um movimento similar ao visto em natureza, por mais que o resultado não parecesse tão natural, porém, os movimentos originários da pneumática deram uma característica interessante ao projeto, que seria um andar cambaleante, como uma criatura que não evoluiu, que não deu tão certo.
IMG_8110


O nome Criature é uma mistura em inglês e português da palavra criatura, pois durante o tempo do workshop tivemos que ficar intercalando nossas falas nos dois idiomas, o que causava diversas vezes uma mistura no vocabulário.

 

Confira o video com cenas da construção do projeto:

 

 

O projeto foi realizado em 2 dias de workshop intensivo com duração total de 4 dias, que aconteceu entre os dias 27 e 30 de Abril, no Museu do Amanhã, Rio de Janeiro. O workshop “Construindo Proto-Ecologias” foi resultado de uma parceria do LAA (Laboratório do Amanhã) com a Bartlett School of Architecture, do Reino Unido, junto com o Núcleo de Artes e Novos Organismos (NANO) da Escola de Belas Artes (EBA) e o Laboratório de Modelos e Fabricação Digital (LAMO3D), estes dois últimos da Universidade Federial do Rio de Janeiro (UFRJ).
 
A equipe que construiu a estrutura foi formada por:
 
Caroline Aquino
Lara de Oliveira
Lenita Bucci
Mathäus Heringer
Thais Guerra
 
E obtivemos a preciosa ajuda dos integrantes do Interactive Architecture, da Bartlett School of Architecture:
 

Bahnfun Ch
Juncheng Chen
Lydia Zhou
Siyuan Jing

Workshop "Construindo Proto-Ecologias" - Museu do Amanhã

Workshop “Construindo Proto-Ecologias” no Museu do Amanhã

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, Videos | 0

Na última semana, entre os dias 27 e 30 de Abril, aconteceu no Museu do Amanhã, na Praça Mauá, o workshop Construindo Proto-Ecologias, que foi resultado de uma parceria do LAA (Laboratório do Amanhã) com a Bartlett School of Architecture, do Reino Unido, junto com o Núcleo de Artes e Novos Organismos (NANO) da Escola de Belas Artes (EBA) e o Laboratório de Modelos e Fabricação Digital (LAMO3D).

Durante o evento, os participantes foram apresentados ao mundo da robótica na construção civil, à arquitetura interativa, esculturas pneumáticas, programação e muito mais, num ambiente transdisciplinar. Durante o workshop, os inscritos foram separados em quatro grandes grupos, que abrangeram temas como pneumática, braço robótico, Arduíno e realidade virtual. Cada grande grupo se dividiu em pequenas equipes que tiveram 2 dias de workshop para desenvolverem e apresentarem um projeto baseado nos conhecimentos adquiridos no decorrer do evento.

Confira abaixo as fotos e o vídeo do que aconteceu ao longo desses 4 dias.

 

 

Workshop "Construindo Proto-Ecologias" - Museu do Amanhã

 

 

Processo de documentação audiovisual

postado em: Blog, fotos, Processos, Videos | 0

Segundo os dicionários atuais, documentação significa e remete ao conjunto de documentos para verificação de fatos históricos, identidade de pessoas etc. No NANO, documentação significa também ajudar a criar a identidade do laboratório, além de perpetuar a sua memória, através da documentação de eventos, workshops, oficinas, imersões e reuniões, isso tudo por meio de vídeos, fotos e áudios.
Como forma de melhor documentar os registros dos eventos anuais, aos quais o laboratório esteve relacionado, desenvolvemos e criamos uma narrativa visual, na qual buscamos apresentar as partes fundamentais dos eventos a serem documentados, assim como as pessoas que participaram e os seus diálogos.


Em meio ao processo de edição dos vídeos, notamos que seria necessário criar uma narrativa e linguagem visual para que, desse modo, transmitíssemos com maior eficiência os estados de emoções e ideias de quem estava envolvido nas filmagens, e, mais importante, proporcionar uma estrutura visual dos vídeos.

Desse modo, decidimos padronizar o uso de componentes visuais, tais como ritmo, movimento, cor e espaço, e, além disso, foram aplicadas músicas como um recurso para contribuir com a harmonização da narrativa a ser exibida.
Assim, na documentação, as principais tarefas (referentes ao áudio-visual) se referem a criar um roteiro mental da cena a ser gravada, para que se tenha o mínimo de organização e coerência da narrativa (ex: filmar cenas com o enquadramento parecido).

Dentro disto procuramos ir adiantando mentalmente o tom que cada vídeo pode ter, junto com a busca de músicas. É importante que o tom seja coerente com a história que está sendo contada.

Para a realização da edição dos vídeos nos utilizamos do programa Adobe Premiere, e para a parte sonora, utilizamos o Audacity e adotamos o uso do site Free Music Archive, uma biblioteca digital open source de músicas, que possui colaboração entre curadores e artistas.

 


Interface do Adobe Premiere
 

Neste processo todo, existem problemas que podem atrasar o andamento da edição, tal qual a grande quantidade de arquivos de vídeo para serem assistidos e cortados (em muitos casos, existem mais de 800 arquivos para serem analisados), ou a transferência demorada devido ao tamanho dos mesmos (transferência do computador do NANO para os nossos notebooks). Muitas das vezes, existem eventos com vários dias de duração, que precisam ter uma atenção redobrada, para que possam ser fragmentados de acordo com seus micro temas, pois um único vídeo de longa duração possui menos capacidade de prender a atenção do espectador, em comparação aos curtos.
O próximo passo se refere à aprimoração dos vídeos, no que diz respeito à explorar mais o mundo do documentário, criando vídeos mais explicativos quando necessário (ex: workshop, ou tutorial, em formato de documentário) ou mais artísticos (ex: performances), incorporando mais o uso do design na criação de uma identidade visual que auxilie na compreensão dos novos documentários.

Atualmente, os integrantes da documentação são: Bruna Mosca, Caroline Aquino, Lara de Oliveira, Pedro Barbosa e Thaís Guerra.

 

Vídeo apresentado na JICTAC de 2015.

Imersão NANO 2015.2

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, fotos, Videos | 0

A Imersão do Núcleo de Arte e Novos Organismos ocorreu em Copacabana, Rio de Janeiro no dia 8 de novembro de 2015.

Durante o dia todo, a equipe NANO, incluindo coordenadores, bolsistas e colaboradores, se juntaram para a primeira reunião para o Hiperorgânicos 6.

Esta 6ª edição do Hiperorgânicos traz como tema central o conceito “TransBORDA / OverFLOW”. O foco desta edição serão os fluxos de dados que cada vez mais permeiam o cotidiano em diversas formas expressivas que, amalgamadas aos processos vitais, ampliam a noção do vivo para além dos limites comuns.

Essa é a terceira edição da Imersão NANO. A primeira edição ocorreu em julho de 2014 na Granja Sagrada Família em Barra do Piraí, Rio de Janeiro.

Os participantes desta edição foram:

Guto Nóbrega
Malu Fragoso

Aline Netto
Ana Cecília MacDowell
André Anastácio
Bruna Mosca
Bárbara Pires e Castro
Caio Cezar
Caroline Aquino
David Cole
Diana Dias
George Rappel
Helena Porto
Lara de Oliveira
Marina Freire
Marinah Raposo
Paola Barreto
Patrícia Freire
Pedro Diaz
Rodrigo Rodrigues
Taynah Lyra
Thaís Guerra
Virgínia Torres
Vitor Bruno

Imersão 2015.2

Performance Acoplamentos Sensíveis II (Sonoplanta) – Exposição Verdefluxo no SESC Tijuca

No sábado, 5 de Setembro de 2015, aconteceu na abertura da exposição Verdefluxo a performance Acoplamentos Sensíveis II ( Sonoplanta), no SESC Tijuca.

A série “Acoplamentos Sensíveis” trata de propostas artísticas que exploram conexões entre o homem e a natureza mediadas por tecnologia. A presente versão trata-se de um vestível composto de uma planta e sistema eletrônico que, acoplados ao corpo, produzem som e luzes.

 

 

 

 

 

Confira também as demais fotos da exposição Verdefluxo:

 

Verdefluxo - SESC Tijuca

Abertura da exposição Verdefluxo – SESC Tijuca

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, fotos, Videos | 0

A exposição Verdefluxo foi realizada com trabalhos do NANO – Núcleo de arte e Novos Organismos – EBA/UFRJ, com a colaboração de todos aqueles que fazem parte (ou fizeram) desse grupo de pesquisa. Foram escolhidos trabalhos de diferentes naturezas para diversificar os assuntos dentro do campo da arte, natureza, tecnologia e da cultura maker. Ela aconteceu no período de 15 de agosto até 4 outubro 2015 no SESC Tijuca.

 

Verdefluxo - SESC Tijuca

5 de Setembro: NANO no Sesc Tijuca

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, fotos, Videos | 0

Neste sábado, 5 de Setembro de 2015, a equipe NANO estará presente no Sesc Tijuca com a performance “Acoplamentos Sensíveis II – Sonoplanta” às 17 horas. A série “Acoplamentos Sensíveis” trata de propostas artísticas que exploram conexões entre o homem e a natureza mediadas por tecnologia. A presente versão trata-se de um vestível composto de uma planta e sistema eletrônico que, acoplados ao corpo, produzem som e luzes.

Também há a participação de Guto Nóbrega e Malu Fragoso na palestra “Bato papo com fazedores” às 16 horas, que conta também com a presença de Dado Sutter do OHMS (Our Home Maker Space) e Mônica Costa do NAVE (Núcleo Avançado de Educação), como parte do evento ‘Cultura maker: os fazedores ocupam o Sesc’ que conta com atividades variadas ao longo do dia.

Desde o dia 15 de Agosto a exposição Verdefluxo está aberta para visitação, a experiência interativa com as criações do NANO fica disponível no Sesc Tijuca até o dia 4 de Outubro.

Confira a programação no site do Sesc e a matéria referente ao evento no site do Jornal do Brasil.

______________________________________________________________________

Lançamento da programação do ‘Cultura maker: os fazedores ocupam o Sesc’
Data: 5/09 (sábado), das 10h às 18h
Local: Sesc Tijuca – Rua Barão de Mesquita, 539, Tijuca.
Classificação: livre
Entrada franca
Tel.: 21 – 3238-2139

 

 

Montagem da exposição VERDEFLUXO – arte natureza tecnologia [vídeo]

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, fotos, Videos | 0

Nos dias 13 e 14 de agosto, o NANO se reuniu para a montagem da exposição Verdefluxo, que começou no dia 15 e está aberta à visitações. Essa exposição apresenta trabalhos que têm por base uma investigação sobre sistemas orgânicos vivos como agentes sensíveis na criação de obras artísticas. Os trabalhos aqui expostos refletem investigações e processos desenvolvidos no NANO – Núcleo de Arte e Novos Organismos da UFRJ e investem num olhar atento e lúdico sobre a poética artística frente aos recursos da tecnologia e sua influência contemporânea.

 

Detalhes sobre a exposição:

https://www.facebook.com/events/732271863565898/

Visitação
De 15/8 a 4/10 de 2015
Terça à Sexta – das 9h às 20h30
Sábado e Domingo – das 9h às 18h

Unidade Tijuca
Rua Barão de Mesquita, 539 – Tijuca, Rio de Janeiro – RJ

Verdefluxos - SESC Tijuca

Confecção de Kokedamas [ vídeo]

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, fotos, Processos, Videos | 0

 

No dia 29 de julho de 2015 o NANO se reuniu no Alto da Boa Vista para a criação de pequenos arranjos de plantas aéreas, os chamados Kokedamas. Ele é uma bola de terra coberta com musgo, com uma planta inserida em seu interior, e preso por um fio de nylon, ou arame.
Os sete kokedamas foram feitos para serem inseridos na exposição Verdefluxos, no SESC Tijuca, no mês de agosto de 2015.

 

 

Oficina BEAM – Organismos Solares [vídeo]

postado em: Agenda, Arquivo, Blog, Destaques, fotos, Videos | 0

BEAM – Mini criaturas autônomas que produzem sons com placas solares.

A oficina BEAM consistiu em experimentações em eletrônica e seus princípios básicos através da construção de pequenos robôs solares.  Esses organismos eletrônicos funcionam quando expostos a luz solar, ou artificial, e tem comportamento sonoro (emitem sons como pequenos insetos).

A oficina foi oferecida pelo NANO e realizada na Casa Nuvem, durante o evento TECNOXAMANISMO “Ficção e Ruidocracia”, nos dias 30 de junho e 1 de julho.

 

 

Seminário Internacional Diálogos Transdisciplinares – Artista Pesquisador [vídeo]

postado em: Blog, Destaques, fotos, Videos | 0

A edição 2015 do Diálogos Transdisciplinares ocorreu no Solar do Jambeiro – Niterói, sob realização do NANO.

O Projeto Diálogos Transdisciplinares Edição 2015 abriu a discussão a partir do enfoque do artista pesquisador, tema este que contempla diretamente alunos e professores dos programas de pesquisa em arte. Foram definidos quatro subtemas para os Diálogos:  Artista Pesquisador – Processos em TransdisciplinaridadeArtista Pesquisador – Espaços de Visibilidade; tema Artista Pesquisador – Internacionalização; e, Artista Pesquisador – Renovação de práticas e conhecimentos. O evento ofereceu a oportunidade de dialogar com artistas e pesquisadores especializados que podem expandir nossos horizontes para perspectivas futuras nos campos das artes. O objetivo foi promover um espaço de dialogo, de caráter transdisciplinar, e entrecruzar campos do saber em seus processos exploratórios. O evento aconteceu nos dias 20-21 de maio.

 

 

 

 

 

Performance Acoplamento Sensível [vídeo]

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, fotos, Videos | 0

 

Apresentação da mais recente produção do Núcleo de Arte e Novos Organismos. Da série “Acoplamentos Sensíveis” o qual foi apresentado como performance no mês de junho 2015 no Understanding Visual Music Brazil 2015, no CCBB de Brasília. Trata-se de série de propostas artísticas que exploram conexões entre o homem e a natureza mediadas por tecnologia. A presente versão trata-se de um vestível composto de uma planta e sistema eletrônico que, acoplados ao corpo, produzem som e luzes.
_______________
Presentation of the performance Sensitive Couplings by the Nucleus for Art and New Organisms.

 

 

 

 

Artist Aganetha Dyck Collaborates with Bees to Create Sculptures Wrapped in Honeycomb

postado em: Arquivo, Blog, Referências, Videos | 0

http://www.thisiscolossal.com/2014/02/artist-aganetha-dyck-collaborates-with-bees-to-create-sculptures-wrapped-in-honeycomb/

 

In North America, Europe and many other parts of the world, bee populations have plummeted 30-50% due to colony collapse disorder, a fact not lost on artist Aganetha Dyck who for years has been working with the industrious insects to create delicate sculptures using porcelain figurines, shoes, sports equipment, and other objects left in specially designed apiaries. As the weeks and months pass the ordinary objects are slowly transformed with the bees’ wax honeycomb. It’s almost impossible to look at final pieces without smiling in wonder, imagining the unwitting bees toiling away on a piece of art. And yet it’s our own ignorance of humanity’s connection to bees and nature that Dyck calls into question, two completely different life forms whose fate is inextricably intertwined.

 

Born in Manitoba in 1937, the Canadian artist has long been interested in inter-species communication and her research has closely examined the the ramifications of honeybees disappearing from Earth. Working with the insects results in completely unexpected forms which can be surprising and even humorous. “They remind us that we and our constructions are temporary in relation to the lifespan of earth and the processes of nature,” comments curator Cathi Charles Wherry. “This raises ideas about our shared vulnerability, while at the same time elevating the ordinariness of our humanity.”

If you want to learn more I suggest watching the video above from the Confederation Centre of the Arts, and if you want to see her work up close Dyck opens an exhibition titled Honeybee Alterations at the Ottawa School of Art on March 3, 2014. A huge thanks to Gibson Gallery as well as Aganetha and Deborah Dyck for their help. All photos courtesy Peter Dyck and William Eakin.

 

1 2