Processo de documentação audiovisual

postado em: Blog, Fotos, Processos, Videos | 0

Segundo os dicionários atuais, documentação significa e remete ao conjunto de documentos para verificação de fatos históricos, identidade de pessoas etc. No NANO, documentação significa também ajudar a criar a identidade do laboratório, além de perpetuar a sua memória, através da documentação de eventos, workshops, oficinas, imersões e reuniões, isso tudo por meio de vídeos, fotos e áudios.
Como forma de melhor documentar os registros dos eventos anuais, aos quais o laboratório esteve relacionado, desenvolvemos e criamos uma narrativa visual, na qual buscamos apresentar as partes fundamentais dos eventos a serem documentados, assim como as pessoas que participaram e os seus diálogos.


Em meio ao processo de edição dos vídeos, notamos que seria necessário criar uma narrativa e linguagem visual para que, desse modo, transmitíssemos com maior eficiência os estados de emoções e ideias de quem estava envolvido nas filmagens, e, mais importante, proporcionar uma estrutura visual dos vídeos.

Desse modo, decidimos padronizar o uso de componentes visuais, tais como ritmo, movimento, cor e espaço, e, além disso, foram aplicadas músicas como um recurso para contribuir com a harmonização da narrativa a ser exibida.
Assim, na documentação, as principais tarefas (referentes ao áudio-visual) se referem a criar um roteiro mental da cena a ser gravada, para que se tenha o mínimo de organização e coerência da narrativa (ex: filmar cenas com o enquadramento parecido).

Dentro disto procuramos ir adiantando mentalmente o tom que cada vídeo pode ter, junto com a busca de músicas. É importante que o tom seja coerente com a história que está sendo contada.

Para a realização da edição dos vídeos nos utilizamos do programa Adobe Premiere, e para a parte sonora, utilizamos o Audacity e adotamos o uso do site Free Music Archive, uma biblioteca digital open source de músicas, que possui colaboração entre curadores e artistas.

 


Interface do Adobe Premiere
 

Neste processo todo, existem problemas que podem atrasar o andamento da edição, tal qual a grande quantidade de arquivos de vídeo para serem assistidos e cortados (em muitos casos, existem mais de 800 arquivos para serem analisados), ou a transferência demorada devido ao tamanho dos mesmos (transferência do computador do NANO para os nossos notebooks). Muitas das vezes, existem eventos com vários dias de duração, que precisam ter uma atenção redobrada, para que possam ser fragmentados de acordo com seus micro temas, pois um único vídeo de longa duração possui menos capacidade de prender a atenção do espectador, em comparação aos curtos.
O próximo passo se refere à aprimoração dos vídeos, no que diz respeito à explorar mais o mundo do documentário, criando vídeos mais explicativos quando necessário (ex: workshop, ou tutorial, em formato de documentário) ou mais artísticos (ex: performances), incorporando mais o uso do design na criação de uma identidade visual que auxilie na compreensão dos novos documentários.

Atualmente, os integrantes da documentação são: Bruna Mosca, Caroline Aquino, Lara de Oliveira, Pedro Barbosa e Thaís Guerra.

 

Vídeo apresentado na JICTAC de 2015.

Residência Artística

postado em: Agenda, Arquivo, Blog, Destaques, Fotos | 0

Nos dias 5 a 11 de abril, o NANO se reuniu com mestrandos e doutorandos do PPGAV e bolsistas para uma residência artística de 5 dias corridos em uma fazenda em Barra do Piraí. A residência foi um período de atividades intensas, possibilitando o aprofundamento de metodologias de pesquisa e preparação para a pós-graduação, no qual teve a apresentação de pesquisas, orientações e mediações.

O ambiente da fazenda propiciou um isolamento para ajudar no desenvolvimento das teses e criando um clima em parte informal ao grupo, estreitando laços sociais, no qual cada momento de conversa foi importante para a discussão de ideias e para conhecer mais ou opinar sobre demais trabalhos. No último dia, ocorreu um seminário em que cada integrante falou sobre suas experiências, impressões e aprimoramento dos trabalhos, e como seriam levados no futuro.

Residência Artística - SPA I e SPA III

Início da Oficina Construindo Proto-Ecologias

postado em: Agenda, Arquivo, Blog, Destaques | 0

É com enorme prazer que anunciamos a participação do NANO na oficina ”Construindo Proto-Ecologias”, com a colaboração com a Barlett School of Architcture (Reino Unido) e o Laboratório de Modelos e Fabricação Digital (LAMO3D – FAU/UFRJ). A oficina tem a proposta de introduzir de o conceito de como sensores, eletricidade, códigos, luz e movimento podem criar objetos e espaços que se relacionam com o comportamento humano.

Início: Quarta, 27 de abril de 2016
Término: Sábado, 30 de abril de 2016
Local: Lounge do Museu do Amanhã
Horário: Quarta e Sexta 9h-20h e Sábado 9h-18h

”Ao longo de quatro dias de evento (veja abaixo a programação completa), arquitetos, designers, artistas e o público em geral terão a oportunidade de investigar uma abordagem comportamental de projetos, programação, eletrônica, redes, mecânica, materiais e novos métodos de fabricação e ainda discutir questões tais quais: Como a robótica irá mudar a maneira como construímos as nossas casas e cidades? Como será que esta nova arquitetura responsiva se comportará? Como é constituída uma arquitetura viva? Qual o papel dos arquitetos num mundo progressivamente mediado por tecnologias responsivas e sensoriais?”

Para participar do workshop, basta preencher o formulário on-line e aguardar confirmação. O evento acontece no lounge do Museu do Amanhã, junto à Exposição Principal.

Programação

Dia 27/04
9h: Abertura
9h30: Introdução à arquitetura interativa
10h30: Introdução à construção de proto-ecologias
11h30: Divisão de grupos
13h-14h: Introdução às ferramentas: Grasshopper, Pneumatics e Arduino
17h-20h: Introdução às ferramentas (continuação)

Dia 28/04
9h: Desenvolvimento de projeto e finalização do treinamento técnico
13h-20h: Desenvolvimento do workshop

Dia 29/04
9h-20h: Desenvolvimento do workshop

Dia 30/04
9h-13h: Finalização dos projetos
13h-15h: Simpósio – Bartlet (UK), LAMO3D (PROURB-FAU/UFRJ) e NANO (PPGAV-EBA/UFRJ)
15h-16h: Apresentação dos projetos desenvolvidos
16h-18h: Encerramento

Imersão NANO 2015.2

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, Fotos, Videos | 0

A Imersão do Núcleo de Arte e Novos Organismos ocorreu em Copacabana, Rio de Janeiro no dia 8 de novembro de 2015.

Durante o dia todo, a equipe NANO, incluindo coordenadores, bolsistas e colaboradores, se juntaram para a primeira reunião para o Hiperorgânicos 6.

Esta 6ª edição do Hiperorgânicos traz como tema central o conceito “TransBORDA / OverFLOW”. O foco desta edição serão os fluxos de dados que cada vez mais permeiam o cotidiano em diversas formas expressivas que, amalgamadas aos processos vitais, ampliam a noção do vivo para além dos limites comuns.

Essa é a terceira edição da Imersão NANO. A primeira edição ocorreu em julho de 2014 na Granja Sagrada Família em Barra do Piraí, Rio de Janeiro.

Os participantes desta edição foram:

Guto Nóbrega
Malu Fragoso

Aline Netto
Ana Cecília MacDowell
André Anastácio
Bruna Mosca
Bárbara Pires e Castro
Caio Cezar
Caroline Aquino
David Cole
Diana Dias
George Rappel
Helena Porto
Lara de Oliveira
Marina Freire
Marinah Raposo
Paola Barreto
Patrícia Freire
Pedro Diaz
Rodrigo Rodrigues
Taynah Lyra
Thaís Guerra
Virgínia Torres
Vitor Bruno

Imersão 2015.2

Performance Acoplamentos Sensíveis II (Sonoplanta) – Exposição Verdefluxo no SESC Tijuca

No sábado, 5 de Setembro de 2015, aconteceu na abertura da exposição Verdefluxo a performance Acoplamentos Sensíveis II ( Sonoplanta), no SESC Tijuca.

A série “Acoplamentos Sensíveis” trata de propostas artísticas que exploram conexões entre o homem e a natureza mediadas por tecnologia. A presente versão trata-se de um vestível composto de uma planta e sistema eletrônico que, acoplados ao corpo, produzem som e luzes.

 

 

 

 

 

Confira também as demais fotos da exposição Verdefluxo:

 

Verdefluxo - SESC Tijuca

Abertura da exposição Verdefluxo – SESC Tijuca

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, Fotos, Videos | 0

A exposição Verdefluxo foi realizada com trabalhos do NANO – Núcleo de arte e Novos Organismos – EBA/UFRJ, com a colaboração de todos aqueles que fazem parte (ou fizeram) desse grupo de pesquisa. Foram escolhidos trabalhos de diferentes naturezas para diversificar os assuntos dentro do campo da arte, natureza, tecnologia e da cultura maker. Ela aconteceu no período de 15 de agosto até 4 outubro 2015 no SESC Tijuca.

 

Verdefluxo - SESC Tijuca

Primeiros passos no Ableton Live 9

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, Fotos, Processos | 0

Estamos dando início à sonificação no laboratório NANO, no qual o objetivo principal é coletar dados e converte-los em som. Para isso é necessário conhecimentos em dados MIDI e OSC . Os softwares escolhidos para este projeto são: Ableton Live 9 e Max/MSP.

Hoje vamos apresentar o programa Ableton, no qual o tutorial abaixo irá apresentar os primeiros passos, ferramentas, funções  e interface do programa.

(posicione o cursor para visualizar as setas de navegação)

Tutorial Ableton live 9

Video recomendados


Nós Abelhas – Mais uma etapa da montagem

postado em: Blog, Destaques, Fotos, Processos | 0

Após os testes com os materiais e colagem foram vincadas na lasercut do Laboratório LAMO 3D ( aqui nossos agradecimentos pelo incrível apoio) várias folhas em 1:1 no papel kraft e no papel vegetal. O primeiro se mostrou mais resistente. O vegetal tende a rasgar nas dobras, apesar do efeito translúcido ser mais interessante. Também foram acrescido furos para em dobras específicas para fazer o encaixe de ganchos. Teste com ilhois não deram certo e estamos usando porcas, arruelas e ganchos em parafuso.

Um protótipo em PS foi cortado para simular a caixa de acrílico. Um MDF cedido pelo LAMO foi utilizado para testar os encaixes da caixa onde ficarão os equipamentos. Duas faces do hexágono foram cortadas em madeira e ficou mais interessante.

Uma vez montado e pendurado foi possível experimentar com o objeto. A caixa de madeira vazada e os furos no Kraft deram um alívio na sensação de claustrofobia. É possível observar o exterior pelos orifícios e ao mesmo tempo se sentir dentro de uma espécie de casulo.

Nós Abelhas – Processo de Montagem estrutura em dobradura

Nós Abelhas é um dos desdobramentos do projeto S.H.A.S.T. – Sistema Habitacional para Abelhas Sem Teto – com o objetivo de criar uma instalação móvel para jardins. O esquema mostra as dimensões em escala humana e suas partes. Nas imagens abaixo estão documentados momentos diversos da produção do invólucro do corpo, concebido com base em dobraduras de origami.

 

 

 

 











5 de Setembro: NANO no Sesc Tijuca

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, Fotos, Videos | 0

Neste sábado, 5 de Setembro de 2015, a equipe NANO estará presente no Sesc Tijuca com a performance “Acoplamentos Sensíveis II – Sonoplanta” às 17 horas. A série “Acoplamentos Sensíveis” trata de propostas artísticas que exploram conexões entre o homem e a natureza mediadas por tecnologia. A presente versão trata-se de um vestível composto de uma planta e sistema eletrônico que, acoplados ao corpo, produzem som e luzes.

Também há a participação de Guto Nóbrega e Malu Fragoso na palestra “Bato papo com fazedores” às 16 horas, que conta também com a presença de Dado Sutter do OHMS (Our Home Maker Space) e Mônica Costa do NAVE (Núcleo Avançado de Educação), como parte do evento ‘Cultura maker: os fazedores ocupam o Sesc’ que conta com atividades variadas ao longo do dia.

Desde o dia 15 de Agosto a exposição Verdefluxo está aberta para visitação, a experiência interativa com as criações do NANO fica disponível no Sesc Tijuca até o dia 4 de Outubro.

Confira a programação no site do Sesc e a matéria referente ao evento no site do Jornal do Brasil.

______________________________________________________________________

Lançamento da programação do ‘Cultura maker: os fazedores ocupam o Sesc’
Data: 5/09 (sábado), das 10h às 18h
Local: Sesc Tijuca – Rua Barão de Mesquita, 539, Tijuca.
Classificação: livre
Entrada franca
Tel.: 21 – 3238-2139

 

 

Montagem da exposição VERDEFLUXO – arte natureza tecnologia [vídeo]

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, Fotos, Videos | 1

Nos dias 13 e 14 de agosto, o NANO se reuniu para a montagem da exposição Verdefluxo, que começou no dia 15 e está aberta à visitações. Essa exposição apresenta trabalhos que têm por base uma investigação sobre sistemas orgânicos vivos como agentes sensíveis na criação de obras artísticas. Os trabalhos aqui expostos refletem investigações e processos desenvolvidos no NANO – Núcleo de Arte e Novos Organismos da UFRJ e investem num olhar atento e lúdico sobre a poética artística frente aos recursos da tecnologia e sua influência contemporânea.

 

Detalhes sobre a exposição:

https://www.facebook.com/events/732271863565898/

Visitação
De 15/8 a 4/10 de 2015
Terça à Sexta – das 9h às 20h30
Sábado e Domingo – das 9h às 18h

Unidade Tijuca
Rua Barão de Mesquita, 539 – Tijuca, Rio de Janeiro – RJ

Verdefluxos - SESC Tijuca

Confecção de Kokedamas [ vídeo]

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, Fotos, Processos, Videos | 0

 

No dia 29 de julho de 2015 o NANO se reuniu no Alto da Boa Vista para a criação de pequenos arranjos de plantas aéreas, os chamados Kokedamas. Ele é uma bola de terra coberta com musgo, com uma planta inserida em seu interior, e preso por um fio de nylon, ou arame.
Os sete kokedamas foram feitos para serem inseridos na exposição Verdefluxos, no SESC Tijuca, no mês de agosto de 2015.

 

 

Oficina BEAM – Organismos Solares [vídeo]

postado em: Agenda, Arquivo, Blog, Destaques, Fotos, Videos | 1

BEAM – Mini criaturas autônomas que produzem sons com placas solares.

A oficina BEAM consistiu em experimentações em eletrônica e seus princípios básicos através da construção de pequenos robôs solares.  Esses organismos eletrônicos funcionam quando expostos a luz solar, ou artificial, e tem comportamento sonoro (emitem sons como pequenos insetos).

A oficina foi oferecida pelo NANO e realizada na Casa Nuvem, durante o evento TECNOXAMANISMO “Ficção e Ruidocracia”, nos dias 30 de junho e 1 de julho.

 

 

Seminário Internacional Diálogos Transdisciplinares – Artista Pesquisador [vídeo]

postado em: Blog, Destaques, Fotos, Videos | 0

A edição 2015 do Diálogos Transdisciplinares ocorreu no Solar do Jambeiro – Niterói, sob realização do NANO.

O Projeto Diálogos Transdisciplinares Edição 2015 abriu a discussão a partir do enfoque do artista pesquisador, tema este que contempla diretamente alunos e professores dos programas de pesquisa em arte. Foram definidos quatro subtemas para os Diálogos:  Artista Pesquisador – Processos em TransdisciplinaridadeArtista Pesquisador – Espaços de Visibilidade; tema Artista Pesquisador – Internacionalização; e, Artista Pesquisador – Renovação de práticas e conhecimentos. O evento ofereceu a oportunidade de dialogar com artistas e pesquisadores especializados que podem expandir nossos horizontes para perspectivas futuras nos campos das artes. O objetivo foi promover um espaço de dialogo, de caráter transdisciplinar, e entrecruzar campos do saber em seus processos exploratórios. O evento aconteceu nos dias 20-21 de maio.

 

 

 

 

 

Modelo S.H.A.S.T para SESC

postado em: Blog, Processos | 0

Modelo da base para o módulo 3 do S.H.A.S.T para a exposição VERDEFLUXOS no SESC Tijuca a ser inaugurada.

 

shast_sesc3 shast_sesc2 shast_sesc1

 

 Após experimentarmos várias configurações de posicionamento da instalação chegamos as medidas de 9 cm de distancia entre o projetor e um espelho de 6x6cm e 9 cm de espaço entre o projetor e a base do S.H.A.S.T. 

 

shast_m3_sesc4

Performance Acoplamento Sensível [vídeo]

postado em: Arquivo, Blog, Destaques, Fotos, Videos | 0

 

Apresentação da mais recente produção do Núcleo de Arte e Novos Organismos. Da série “Acoplamentos Sensíveis” o qual foi apresentado como performance no mês de junho 2015 no Understanding Visual Music Brazil 2015, no CCBB de Brasília. Trata-se de série de propostas artísticas que exploram conexões entre o homem e a natureza mediadas por tecnologia. A presente versão trata-se de um vestível composto de uma planta e sistema eletrônico que, acoplados ao corpo, produzem som e luzes.
_______________
Presentation of the performance Sensitive Couplings by the Nucleus for Art and New Organisms.

 

 

 

 

Acoplamentos Sensíveis [processo]

postado em: Blog, Destaques, Processos | 0

Acoplamentos Sensíveis trata-se de uma série de propostas artísticas que exploram conexões entre o homem e a natureza mediadas por tecnologia. A presente versão foca na criação de um vestível como interface interativa para atividade responsiva visual e sonora.
O vestível é um hibrido “ planta – sistema tecnológico” que se estende ao corpo na altura do pescoço ao abdômen. A estrutura em sua parte superior comporta um colar com microcontrolador ligados ao envoltório composto por planta, sensores, leds e alto faltante. 

A produção do vestível se estendeu entre os meses de abril à junho. Inicialmente tentamos entender a forma em que o vestível teria respeitando uma melhor anatomia ao corpo já que tínhamos em mente os componentes que esse sistema deveria ter. Fiz estudos da forma em uma boneca e chegamos no primeiro esboço onde o digitalizei e a partir dele poderíamos prosseguir para a fase de prototipagem.

 

Estudo do Corpo
Estudo do Corpo
Croqui Digitalizado - 1
Croqui Digitalizado

 

Nos dias 10-12 abril de 2015 aconteceu a imersão do NANO onde conseguimos desenvolver o protótipo do vestível. Esse momento foi muito importante para a formatação da estrutura onde vimos que podíamos explorar de algumas funções do vestível. A estrutura foi construída com varas de alumínio e cola quente. De acordo com o nosso primeiro croqui o vestível teria um tubo de respiração onde o espectador poderia assoprar e interagir com a planta porém no decorrer do processo vimos que seria mais interessante a interação direta onde deixamos uma aréa aberta para melhor visualização do sistema e a aproximação do espectador.

Protótipo Fazenda
Protótipo Fazenda

 

A partir do protótipo chegamos a um desenho final.  O próximo passo seria buscar os materiais apropriados.

Desenho final
Desenho final

 

De acordo com o desenho final o vestível resumidamente teria os seguintes componentes: Curva com encaixes para leds sequenciais, bandeja vazada para encaixe do vidro que conteria a planta em água junto com o Terra, varas que sustentariam e possibilitariam encaixes entre os materiais, condutores galvânicos(garras) e o Colar com extensão que  carrega microcontrolador e bateria.

Decidimos que a estrutura seria de acrílico para a curva e a bandeja, o alumínio para a sustentação, o plástico abs para as peças de encaixe e proteção do frasco de vidro e o couro para o Colar. A bandeja e a curva foram desenhadas em AutoCad e cortadas na impressora a laser e os encaixes e a proteção feitos em impressora 3D.

3D printer
3D printer

Em relação ao colar, sob orientação da professora Desirée Bastos, tirei o molde do pescoço e ombro no manequim  utilizando fita crepe e papel insulfilm. Traçada e cortada a modelagem plana passei para um papel mais rígido para usar como molde para o corte no couro. Com a modelagem transferida para o couro,  montei com a aplicação de rebites, plástico cristal, fivelas e tiras de couro.

Modelagem Plana
Modelagem Plana

 

Finalizando o processo, mesclamos todas as peças com sistema de encaixe, tensão e parafusamento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Segundo Modelo

postado em: Blog, Destaques, Processos | 0

Devido aos problemas encontrados no primeiro modelo, refizemos a estrutura do terrário focando em encaixes com ângulos de 90 graus, assim são dispensados acabamentos após o recorte na máquina a laser. A nova estrutura é composta por três módulos: base, cerca e hastes.

1

 

A base mantem sua forma pentagonal, e possui rasgos de encaixe para as hastes que servem de estrutura para segurar a lâmpada, mangueiras e leds, etc.

based base

As faces desta base não são fechadas, seguem uma estrutura tipo cerca com quatro módulos pentagonais vazados que serão encaixados em serie nas hastes.

cercajpg cercad2

 

O conjunto de cinco hastes iguais sustenta todo o terrário.

hastes hastesd

Próxima etapa é realizar os testes físicos desse novo modelo e fazer os ajustes necessários.

 

Primeiros modelos físicos do terrário

postado em: Blog, Processos | 0

Modelos

Após o modelo virtual, recortamos na máquina a laser em papel paraná o primeiro modelo do terrário. Foram validados requisitos quanto a forma, chegamos no resultado que queríamos. Utilizamos duas folhas de papel paraná de 2,8 mm para chegar a uma espessura próxima a 6mm. A principio pensamos que os encaixes não ficaram bons devido ao material utilizado, as angulações dos dentes desenhados para o encaixe das faces não foram reproduzidas por ser um recorte em 2D e o papel paraná apresentou algumas dificuldades para lixar e fazer os acabamentos necessários para a finalização do modelo.

._IMG_3114IMG_3113 IMG_3114

Em uma avaliação geral este modelo nos deu segurança para um recorte a laser em MDF para a realização dos testes de acabamento. Foram utilizadas chapas de 6 mm de espessura.

IMG_3894

Encaixes

Neste projeto usamos três tipos diferentes de encaixe, para que as peças se fixassem em eixos diferentes dispensando a utilização de parafusos, pregos e outros tipos de união mecânica.

1.2.3.

1. Encaixe entre o lado e base se mostrou funcional mas algumas peças apresentaram um desgaste maior do que o esperado.

IMG_3900IMG_3899

2. Encaixe entre as laterais, utilizando dentes. O problema encontrado foi a dificuldade de fazer a angulação de 54° nos dentes e nas partes internas dos dentes, pois devido ao corte perpendicular da máquina a laser e das dimensões do terrário tivemos que usar uma retífica para alcançar a precisão angular necessária.

IMG_3903IMG_3901

IMG_3893IMG_3897

3. Encaixe entre as bases. O propósito desse encaixe era que as bases só pudessem ser separadas no eixo vertical, mas devido a uma falha projetual as bases podem ser separadas no eixo horizontal se forem aplicadas forças em angulações diferentes de 90° em relação ao encaixe.

IMG_3904IMG_3895