Diálogos Transdisciplinares – Gê Orthof e Rodolfo Caesar

postado em: Arquivo | 0

A série Diálogos Transdisciplinares visa criar um espaço para a emergência de novas idéias fomentadas por encontros onde se privilegia a troca de conhecimentos teóricos e práticos. Formatado em dois convidados,um moderador e diálogos abertos ao público, Diálogos Transdisciplinares busca dar visibilidade ao pensamento criativo contemporâneo originados da produção e pesquisa docente e discente da EBA e seu entrecruzamento com outras instâncias do saber. O material resultante desses encontros tem como objetivo constituir uma base pedagógica, áudio visual que poderá ser consultada no futuro na forma de DVDs, material impresso e online.

Local: 
EBA/UFRJ
Avenida Pedro Calmon, 550
Prédio da Reitoria – Sala 614, 6º andar
Cidade Universitária – Rio de Janeiro/RJ – Brasil
CEP: 21941-590

Data: 12/04/2012

Hora: 14 às 16 horas

Segundo Jorge de Albuquerque Vieira, no seu texto  Produção de Autonomia em Sistemas Psicosociais: Arte e Ciência, o sistema social é constituído de quarto subsistemas: o biológico, o cultural, o econômico e o politico.  Como artistas pesquisadores envolvidos com questões contemporâneas, tecnologia e produção de conhecimento, propomos neste encontro de diálogo refletir sobre a produção poética enquanto sistema aberto.  Ou seja, pensar a obra de arte enquanto sistema capaz de ser sensível e reagir as variações e alterações as quais está sujeita; capaz de internalizar, reter e  relacionar a partir dessa sensibilidade; e,  capaz de re-elaborar , transformar e surpreender pelas relações propstas.  Sistema este que vem afirmando suas aproximação do sistema social como um todo, não apenas como espaço de manifestação, mas princialmente nos processos de constituição da própria obra.

Convidados:

Gê Orthof

Bio

Professor do Departamento de Artes Visuais – Instituto de Artes da Universidade de Brasília. Pós-doutorado: School of the Museum of Fine Arts, Boston, 2001; Doutorado, Ed.D. 1992; Ed. M,1985 e M.A. Artes Visuais, Columbia University, NYC; Fulbright Scholar: School of Visual Arts, NYC 1983, e Bacharelado em Design: ESDI/UERJ,1981. Artista convidado: School of Visual Arts, Penn State University, 2002; Universidade de Aveiro, Portugal, 1990. Selecionado Prêmio PIPA 2010 Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

Principais Exposições: Hidden & Forbidden Identities – International Videoart and Photo Festival, Palazzo Albrizzi, Veneza; Bienal do Porto, Art in Brazil – EUROPALIA, Bélgica; Centro de Arte Moderno, Madri; School of the Museum of Fine Arts Gallery, Boston; ARS117, Bruxelas; Davis Museum, Barcelona; Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro; Galeria Gentil Carioca, Rio de Janeiro; Museu de Arte Contemporânea, São Paulo; Paradigmas Arte Contemporânea, Barcelona e AVA Galleria, Helsinque.

 

Rodolfo Caesar

A escuta entre o animal e o robô.
O cruzamento de duas pesquisas que venho empreendendo conduz a questões de ordem mais ampla do que as iniciais. A primeira, de fins composicionais sobre ritmos a-métricos observados na comunicação animal, efetivou-se na construção de modelos imitativos. A segunda trata do confronto entre composição, imitação e subjetivação tecnológica. A discussão ensejada solicita aportes de distintas áreas do conhecimento: a bio-acústica, a etologia, a zoologia, a filosofia, a robótica e outras. No centro do tema encontra-se a interseção dos limites do humano: o técnico e o animal.


Bio

Rodolfo Caesar. Rio de Janeiro,1950. Estudou com Pierre Schaeffer em Paris e mais tarde com Denis Smalley, na Inglaterra, onde se doutorou. Fundou o Estúdio da Glória no Rio de Janeiro em 1981, tendo ali lecionado e composto peças eletroacústicas. Professor, produtor de programas de rádio sobre música contemporânea (FM Eldo-Pop e Rádio Roquette-Pinto), atua como coordenador, produtor e intérprete em concertos em várias cidades no Brasil e no exterior. Tem obras premiadas em Bourges, Noroit, Keele, Unesco, algumas resultando de concorrências como: Arts Council of Great Britain, Sonic Arts Network, INA-GRM, Vitae e RioArte. Atualmente trabalha em seu estúdio pessoal, no Rio de Janeiro. É professor e pesquisador do CNPq na Escola de Música da UFRJ, onde fundou e coordenou o Laboratório de Música e Tecnologia (LaMuT).

 

Moderadora

Maria Luiza (Malu) Fragoso

Bio

Doutora (2003) em Multimídia pelo Instituto de Artes da UNICAMP (SP), onde desenvolveu pesquisa sobre experimentações artísticas na rede Internet sob orientação do Prof. Dr. Gilbertto Prado, durante 4 anos com bolsa da CAPES.  Sua pesquisa de caráter transdisciplinar nos domínios da arte, ciência, tecnologia e culturas indígenas investiga processos de transculturalidade provocados pela transposição entre áreas de conhecimento.

Deixe uma resposta